Dica de Livro: Quem Sabe Um Dia

sexta-feira, abril 25, 2014

Não estou decepcionada, mas estou frustrada. Só podem ter arrancado uma página do meu "Quem Sabe Um Dia" de Lauren Graham. Porque eu não consegui dormir. Eram 23:50 horas, e eu precisava dormir pois teria que acordar cedo e trabalhar/estudar/participardomundo no outro dia mas não, eu estava mandando áudios no whats app para minhas amigas dizendo que não conseguia acreditar no final de um livro e que meu coração estava despedaçado e mais incompleto do que a ligação entre Franny e Dan.
Como você pôde Lauren?


Frances Banks (Franny), 26 anos, decide largar sua vida estável em Chicago, sua família e seu namoro com Clark para seguir rumo a Nova York tentar seguir a carreira de atriz. Ela estabeleceu um prazo de 3 anos para conseguir um bom emprego na área e ao menos um papel importante no teatro para ter uma carreira promissora pela frente. Esse era o plano A.

"A única coisa que sempre quis ser foi atriz, mas tenho um plano B, só por garantia: virar professora, como meu pai, e casar com meu namorado da faculdade, Clark. [...] Então fizemos um daqueles 'acordos' de dar um tempo e ver em que pé estaríamos quando ele terminasse a faculdade, após três anos. Daí o meu prazo final: imaginei que, se ele podia conseguir um diploma naquele período, era tempo suficiente para eu também fazer algum progresso mensurável. [...] Ele sempre me diz que sabe que vamos terminar juntos." 


Então, no dia 3 de janeiro de 1995, Franny percebe que faltam apenas 6 meses para o fim do prazo, e ela está decidida a não ultrapassar esse tempo sendo o tipo de pessoa que não admite que fracassou. Faltam apenas 6 meses para ela desistir de seguir o seu sonho e até o momento Franny apenas conseguiu três dias de abstinência de Cheetos, um comercial esquisito e não perder o guarda-chuva porque o restante como 1) para de fumar 2) acordar cedo 3) não perder a carteira/bolsa 4) ganhar um papel importante no teatro/tv/cinema e 5) domar sua cabeleira doida não deram muito certo. Só que alguma coisa precisa mudar, o prazo já está se acabando e se as coisas continuarem assim, nada vai dar certo e ir para casa será inevitável. 

Franny divide um apartamento no Brooklyn com Dan (desnecessariamente alto, usa chinelos Adidas número 46, nerd porém gato, atual noivo de Everett e sonha em ser roteirista ) e Jane ( morena, tem tanto estilo que quando compra uma roupa no brechó faz parecer cara, foram colegas de universidade), e quando ela decide que precisa dar um jeito na sua vida, a história começa a ficar mais animada. Chega de colocar o despertador ao lado da cama para ativar a soneca e não levantar, agora o lugar dele é no corredor, e chega de sedentarismo, Franny começa a correr! Sim, correr todos os dias em média de 3 à 5km.


Além de trabalhar como garçonete, Franny conseguiu ser aceita para fazer aulas de teatro na Stavros, uma escola muito bem conceituada de NY e um comercial de sabão em pó para participar. Durante suas aulas de teatro Franny tem a chance de conseguir um agente, alguém que indique ela para fazer testes, através de uma Apresentação, uma performance que os alunos da escola fazem para uma platéia e para pessoas interessadas em novos talentos. Porém, Franny consegue cair durante sua apresentação, o que só a favoreceu, por mostrar a superação do erro e continuar com seu personagem. Ela consegue duas entrevistas com agentes!


"Vou esperar, penso comigo mesma, e, pela primeira vez, no lugar da eterna preocupação com o prazo pesando sobre mim, correndo na minha direção, cada vez menor, me permito um pensamento extravagante: Ainda tenho tempo."


 O primeiro é um agente engraçado e de cara rosada que fala alto, Barney Sparks, ela se sente confortável com ele,  mas não aparenta ser bem sucedido devido a seu ambiente de trabalho, um tanto quanto informal. Franny vai na sua segunda entrevista com Joe Melville, que faz parte de uma agência com a aparência de ser luxuosa, a Artistas Incomparáveis que no mesmo dia a envia para um teste,  Franny vê isso como um sinal e fecha o contrato com a agência Artistas Incomparáveis.

Quando parece que tudo vai bem para Fran, após duas semanas seguidas de inúmeros testes, ligações e encontros com outro ator super gato/sexy/famoso, chamado James Franklin, de um dia para o outro as coisas simplesmente param de acontecer, ela não é mais chamada para testes e acaba perdendo sua vaga de garçonete e tudo dá errado não apenas para ela mas para seu colega de quarto Dan, o qual foi dispensado pela sua ex-noiva Everett e teve seu roteiro rejeitado por um festival de cinema. Para comemorar o "fracasso" Franny e Dan saem para "turistar" na cidade e entre alguns martínis, uísques e sidecars algo a mais surge entre os dois:

"Dan apoia o outro braço na parede, então agora estou presa dentro de uma espécie de tenda formada por ele, que então debruça o corpo inteiro sobre o meu e me beija, intensa e suavemente, de uma maneira que faz o mundo inteiro ficar em silêncio. Não há som, nem passado ou presente, nada mesmo, exceto eu e Dan nos beijando." 



Faltavam apenas alguns dias para o prazo terminar e Franny estava confusa sobre se apaixonar, não sabia se estava em um relacionamento ou não com seu antigo namorado, estava em dúvida sobre James Franklin e se eles tinham uma proximidade por sentimentos mútuos ou apenas por interesse, e o que fazer além de ser garçonete de buffet pela cidade e ser escalada para fazer um filme com uma cena de topless. O topless ou suas opiniões? A carreira ou o dinheiro? Voltar para casa ou ligar para Barney Sparks e trocar de agência?


xxxxxxxxx

"Quem Sabe Um Dia" é uma chick-lit muito bem humorada e realista. Adorei a personagem, ela é maluca e engraçada, e me conquistou, Franny tem algumas crises de auto-estima e acaba não vendo o quão sensacional ela é, o que deixa a história mais interessante. Porém, senti que faltou alguma coisa para tornar a estréia de Lauren Graham incrível. Talvez se algo fosse trabalhado mais profundamente no enredo, o livro seria mais cativante e transparecesse mais uma mensagem positiva. Mas exatamente, faltou um toque de John Green na história de Lauren, faltou aquelas frases que a gente lê e relê várias vezes e ainda anota no caderno pois são tão profundas e inspiradoras que precisaremos lembrar delas para sempre. E a história tinha TUDO para criar frases assim. E quer saber? Faltou uns bons beijos e amassos também. 

Mas porque eu fiquei tão desesperada com o final? Porque na minha opinião, não foi um FIM, foi só uma interrupção abrupta de uma ligação telefônica, foi um "vamos nos encontrar" que faltou, foi um "ficaremos juntos" que não li. Foi pouca história contada para um livro de 365 páginas.  

Nota para o livro: 4 cupcakes

Já leram esse livro? A capa é linda né? 

P.S: Já participaram do nosso sorteio de "A Culpa É das Estrelas"? Ainda dá tempo! Clique AQUI para participar.


Pode ser que você também goste:

Comente com o Facebook

14 comentários

  1. Não conhecia esse livro, mas agora fiquei com vontade de ler haha me deixou curiosa!!!!!!
    Aceita afiliação/parceria?

    simplesmenteassimj.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Não é a primeira vez que vejo resenhas sobre esse livro, no geral o pessoal tem falado bem, mas pela sinopse não me interessei muito.

    http://www.cerejasnotopo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, a capa pareceu ser melhor hehehe :Dobrigada pela visita

      Excluir
  3. Oi, Marieli!

    Esse livrinho eu ainda não li, mas também ODEIO quando os autores fazem caca no final! Pena que o livro não te agradou tanto, mas entendo: acho que é o tipo de livro gostoso de ler, mas cuja história não gruda na gente, não permanece na nossa mente depois que acaba, né?

    Beijos,
    Inara
    www.lerdormircomer.com.br

    ResponderExcluir
  4. Ai como eu ODEIO que livros acabem assim, sem o que pra nós leitores, seria um FIM decente para os personagens.
    Vou te contar que não me interessei muito pela leitura, não senti AQUELA vonatde de ler sabe? Mas nunca digo nunca para livros, ainda mais porque eu adorei a capa :D hahahaha
    Beijão Mari <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim eu também!! nunca diga nunca, um dia desses eu leio também hehehe

      Excluir
  5. Sou uma leitora um tanto quanto nova no blog e é a segunda resenha que leio aqui (eu acho). O primeiro já me deu muita vontade de ler e está lá na lista dos meus livros do kobo, e agora esse. Sinto que acabarei ficando pobre com suas resenha shaushaushauhsau

    ResponderExcluir
  6. Anotando todos os livros que você indicou
    acho que vou "gostar" desse

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Não conhecíamos o livro, ficamos com vontade de ler!!!!

    beijos

    http://www.onlyinspirations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Amei sua resenha super sincera, consegui mapear o livro e entender os sentimentos que você teve ao ler! A capa é mesmo linda, mas que pena que ele deixa a desejar em alguns pontos.


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir

Citação

  • Looks do Dia

    Facebook