Sobre a desordem da minha vida e do meu armário.

terça-feira, maio 27, 2014

 A gente sempre chega num ponto que não consegue mais olhar para nosso armário. Tem tanta bagunça, tanta coisa velha para todo o lado. Tanta coisa que a gente não usa mais, não quer mais. Só ocupando espaço. Ai, a gente da aquele suspiro de cansaço e passa a mão na cabeça pensando “por onde eu começo?”.

foto via tumblr.

 Para mim o começo é jogando tudo para fora da gaveta, puxando tudo da prateleira mais alta direto pro chão. Tirar tudo do lugar para arrumar de novo, tirar tudo da cabeça para depois organizar algo novo. Isso vai, isso fica, este eu vou doar e aquele outro volta pro lugar. Volta pra cima da prateleira quem merece, quem eu vou querer perto de novo, volta para a gaveta apenas a roupa que eu vou usar para fazer algo novo. Quero aquilo que for agradável, que me sirva bem. Mas sempre tem aquela peça velha que a gente ama, apesar do furinho em baixo do braço, a gente ignora a estampa sumindo do tecido e coloca na parte dos pijamas. Sempre tem aquela peça que pode ser transformada, a calça que vira um shorts, a jaqueta vira um colete. Ás vezes dá certo, outras não. Mas a gente tenta.

foto via tumblr.

Tem vezes que a gente quer comprar tudo novo, mudar o estilo, mudar a vida. A grana falta e a gente improvisa. Quando a gente organiza o armário encontra também aquela roupa que nem lembrávamos que existia, já usa no outro dia para compensar o tempo que ela ficou esquecida. Arrumar o armário é bom, até parece que estamos arrumando a vida. Arrumando a mente, a gente se arruma na prateleira. Bem que diz minha mãe que o armário reflete quem somos. Deve ser por isso que o meu está sempre uma bagunça, ás vezes parece arrumado, mas sempre lá no fundo tem algo amassado, desdobrado, perdido. Tem coisa que nem passando o ferro desamassa, tem coisa que nem lavando limpa. Mas eu também sei, que tem muita coisa linda, coisa que eu amo. Coisa que só no meu armário tem.



Pode ser que você também goste:

Comente com o Facebook

14 comentários

  1. uau que cronica linda! e ebaaa adoro essas coisas ahahha
    verdade, tem coisas que só tem no meu armário e as vezes tem que começar assim mesmo, jogando tudo no chão e vendo o que vale a pena ou não ahhaa

    adorei cá :) adoro o seu blog, achei lindo o novo layout, ficou maravilhoso mesmo ahahhaa

    beijinhos :*
    japona.mairanamba.com

    ResponderExcluir
  2. A-d-o-r-e-i, de verdade! Essa crônica é exatamente o que eu sinto nessa fase da minha vida... Comecei a ler e achei que eu tinha escrito e não sabia, hahahaha!

    Parabéns Marieli, você escreve muuuuuuito bem! :D

    Beijos
    www.omundodelua.com

    ResponderExcluir
  3. amei, eu amo arrumar meu armário hahahah adorei ♥......♥

    http://cupcakecomjujubaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. "até parece que estamos arrumando a vida..'

    concordo.. haha


    cabecanasnuvensz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Mas depois que ele fica arrumado, a gente sente mesmo que arrumou a vida, que tudo pode ficar mais esclarecido... A gente remove um peso da consciência e de bagunça!


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Thayse! Até nos sentimos mais leves!

      Excluir
  6. OMG, que texto! Não sei nem se tenho o que dizer...
    Arrumar a vida, ou o armário, faz tão bem né?! haha
    Beeijo
    www.strawberries.com.br

    ResponderExcluir
  7. CARAMBA Marieli!
    Eu adorei essa crônica criatura de Deus! Quero ler todas!
    Tipo, me identifiquei muito com ela!

    beijos
    www.justbia.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Bianca! Que bom que você gostou! Em breve teremos outras! Beijos

      Excluir

Citação

  • Looks do Dia

    Facebook