Família, simplicidade e geração umbigo.

terça-feira, agosto 25, 2015

Não sei ao certo como começar esse post, mas vocês devem ter notado que fiquei uma semana sem postar e ausente das redes sociais. Pois é, a vida me deu mais uma lição, e para me concentrar bem nela eu precisei largar um pouco a superficialidade do mundo virtual.


Dia desses recebi uma ligação do meu pai (ele não mora comigo) dizendo que estava no hospital (municipal) esperando por uma cirurgia do SUS de urgência, vocês devem imaginar o estado em que fiquei (bem eu, que sofro de nervosismo crônico). Primeiro por ele não ter me avisado antes, e em segundo o pavor que a palavra SUS me causava.

E lá se foram quase 20 dias...


12 dias internados e mais 6 dias em recuperação onde ele precisava de um acompanhante 24hrs por dia, foi aí que eu me vi em uma situação muito comum para muitas pessoas, mas que para mim era inédita: dormir no hospital.

Como era sistema público, no quarto tinham mais 5 pacientes com seus acompanhantes, somando 10 pessoas a um quartinho sem janela nem nada e um banheiro que nem convém dar muitos detalhes. Não foi fácil.


Tive MUITO tempo para refletir. MUITO mesmo, inclusive nas noites que passei em claro. Dos 6 dias minha mãe ficou 3 para me ajudar, e olha que eles não se falavam a 3 anos (a vida sempre da um jeito né.). Eu tenho a melhor e mais bondosa mãe do mundo. O laço da família é e tem que ser mais forte que tudo.

Conheci muitas pessoas, das quais levo uma admiração imensa, pois me fizeram ver que o SUS não é feito por monstros, e sim por pessoas como a gente. Enfermeiras maravilhosas que se viravam como podiam com um material escasso, me faziam café na madrugada, me deram cobertor e sempre me acalmavam, na base da palavra ou em forma de abraços. Pessoas simples e incríveis, pessoas que eu queria mostrar para todo o mundo.

Vi muita coisa naquele quarto entre as famílias, vi amor, cumplicidade, esforço, preocupação...


vi também falta de respeito e abandono, como um senhor que ia fazer uma cirurgia e não tinha nenhum acompanhante e ninguém ia visitar ele. Me partiu o coração. Vi também a morte, diante dos meus olhos, onde um dos pacientes (senhorzinho super gente boa!) deixou esse mundo e virou estrela, mas me deixou o ensinamento de: faça sempre o bem. Fiz grandes amizades com os pacientes da cama ao lado, um menino de 14 anos (Gabriel) e sua mãe (Patrícia) que me fizeram compania e me ajudaram muito, mais do que podem imaginar. Jogamos até stop! :)

Mas sabe qual a maior lição que tive? Fazer o bem sem olhar a quem. Pensar no próximo. Todos no quarto se preocupavam uns com os outros, desejavam boas coisas, e ofereciam ajuda SEMPRE. Como eu comentei no snap (meninicesdavida) dia desses: 

somos a geração umbigo


 só olhamos para o nosso umbigo e o resto que se dane. Confesso que já fiz parte dessa geração, mas não faço mais. Porque a vida e fazer o bem vale MUITO mais do que a preocupação de quantos likes vai ter tal foto. Quanta superficialidade. 


Meu pai teve alta ontem, e confesso que estou com saudades das pessoas do quarto, eu queria saber como estão, desejar que fiquem bem. Para a Patrícia já enviei mensagem perguntando sobre o Gabriel, e acho que vou perguntar sobre o outro pessoal também. Saudades das enfermeiras, ainda vou lá levar uma caixa de bombom para cada uma, porque elas merecem adoçar os dias difíceis e situações delicadas pelas quais passam.

Gente boa, gente simples, gente humilde, gente como a gente.


Já não tenho mais tanto medo do SUS e de hospital público, eu entendo que cada caso é um caso, mas eu fui muito bem atendida pelas pessoas, a infraestrutura é sem dúvida péssima, uma vergonha, e o pior fator é a espera, é preciso ter MUITA paciência e fé. É preciso acreditar que vai dar certo e manter a calma. Deus sabe o que faz.

Passei por mais essa fase, apesar de estar destruída, com trabalhos, sono e tudo mais atrasado. Sinto que venci, sinto que sou mais forte.

Pode ser que você também goste:

Comente com o Facebook

84 comentários

  1. Era exatamente o que eu precisava ler hoje. Muito, muito obrigada!
    Desejo melhoras ao seu pai e todo mundo. Continue sendo cada vez mais gente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. É camila, são nessas situações em que mais vemos e percebemos que as pessoas precisam de nós, e que temos que viver com um proósito...

    ResponderExcluir
  3. Oi Camila, lindo o seu post. Passei por uma situação assim em 2012 qdo minha avó tb esteve no sus, só que ela acabou virando uma estrela, ele aqui no Rio de Janeiro foi bem atendida, mas era a hora dela.

    Parabéns pelas palavras sinceras aqui escritas, realmente muitos de nós continua olhando apenas para o umbigo, terminei seu post com lágrimas nos olhos.

    Melhoras para seu pai!!
    E se precisar de algo, estamos aí!

    Bjss

    www.adrianequaresma.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adriane. Muito obrigada pela visita e comentário. De ♥

      Excluir
  4. Passei por uma situação como essa a um tempinho atrás, sei bem como é.
    Não é fácil, é uma sensação horrível, mas a vida sempre tem algo a nos ensinar nesses momentos. E pobre de quem não consegue enxergar isso.
    Família é tudo na nossa vida, e mesmo não sendo perfeita, como tu disse a gente tem que aprender a relevar certas coisas e ver o que realmente é importante.
    Fico feliz de saber que está tudo melhorando e de ver o quão forte tu é, por ser um exemplo pra nós.
    Te desejo muitas energias positivas e muita paz
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  5. Eu lembro quando meu tio ligou e pediu para falar com a minha mãe.Cara,naquela hora eu tinha certeza que algo estava errado com meu pai.Principalmente por meu tio ligar.Eu também descobri a bondade da minha mãe naqueles meses difíceis.

    Camila,orarei por seu pai,espero que ele fique totalmente bom logo.E pelas pessoas do hospital também.Não consigo nem explicar o quanto esse texto me tocou.Com dor principalmente,mais com realismo também.Fique bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Layni! ♥ Espero que seu pai esteja bem!

      Excluir
  6. Me emocionei com seu post, porque me vi nele. Minha mãe tem uma saúde complicada e recentemente passamos 10 dias no hospital. Por esforço dela durante a vida toda, foi na área do plano de saúde, mas mesmo sem o problema da falta de estrutura. Na parte dos sentimentos com os outros pacientes, com enfermeiros e tudo, me identifiquei demais. Eles fazem com tanto amor o trabalhos deles e os outros pacientes acabam se tornando uma família mesmo.
    Desejo mutia saúde para o seu pai!

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita e comentário Eduarda. Realmente é como você falou, acabam todos se tornando uma família. ♥ Espero que sua mãe esteja bem, muita luz pra ela!

      Excluir
  7. Cami, não sei nem o que comentar, pois passei a semana toda mandando energias positivas, e ficava triste em não te ver no Snap.
    Mas graças a Deus, já passou. Agora é se recuperar.
    Que bom que você conseguiu ''refletir'' sobre a vida, pena que não foi em um bom momento, mas isso acontece com todo mundo que passar por uma situação assim.
    Já te admirava, hoje te admiro ainda mais por jogar tudo pro alto, e ficar com teu pai. Faria o mesmo. mas como tu disse nem todo pensam assim, com essa geração umbigo.
    Sei que muitas desistiriam no primeiro dia.Mas como te disse algumas vezes Deus só dá fardos pesados para quem consegue carregar.
    Beijos, fica bem. Descasa (se der), escuta musicas bem alta (isso ajuda a aliviar a tensão), abra a janela e sinta o vento e veja o sol brilha.

    Te cuida!
    Você é a fortaleza dos teus pais, e eles são a tua.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela força de sempre Dhani, tu é incrível e me ajudou muito. ♥♥♥

      Excluir
  8. a vida é essa caixinha de surpresa cheia de aprendizados né? mandando todas as good vibes procê e pra família toda. força e já já se aparece toda animada no snap, com as energias recarregadas e trabalhinhos em dia :)

    ResponderExcluir
  9. Muitas energias boas pra você e pra sua família! Que bom que, apesar da situação, conseguiu tirar lições positivas ♥ E obrigada por compartilhar!

    ResponderExcluir
  10. Camila desejo primeiramente melhoras, para você para seu pai. Que tudo de certo. Eu tive essa mesma sensação quanto fui em um hospital publico aqui perto da minha cidade. Eu te juro que não aguentei, eu chorei, chorei mesmo. Vi pessoas nos corredores gritando de dor é as dores não passava, vi pessoas com cede de viver é a doença se agravando cada vez mais. Juro que por um momento desejei a cura para todos ali, desejei de coração que todos saísse dali recuperados sem dores, sem doenças felizes. Claro é espantoso no começo mas é um aprendizado ainda maior para podermos valorizar cada momento de saúde que Deus nós da. Beijos Camilinha, estamos com você, mesmo de tão longe é nunca termos conhecido você pessoalmente. Desejamos boas energias para você <3

    http://joicyrecco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário e por compartilhar comigo tua história também. ♥ Realmente aprendi a dar mais valor para a família, minha saúde... muito obrigada!

      Excluir
  11. Oi Camila, acompanhei tudo isso que você passou, no snap. E fiquei refletindo sobre essa geração umbigo e realmente, o pessoal que não passa por isso que nós já passamos (sim, já passei por várias situações em hospitais) ou situações parecidas, não tem a consciência o quanto são fúteis e egoístas.

    Posso ter apenas (quase) 17 anos, mas já passei por muita coisa. Como citei, já passei por isso. Meu pai já foi internado e ele não tinha/tem plano de saúde e quando me toquei que iria precisar ficar nas condições precárias do SUS me deu um pequeno desespero. A gente pensa que o pessoal não cuida bem,não se esforça para cuidar dos pacientes e etc... Mas também tive a sorte de conhecer pessoas maravilhosas que cuidaram do meu pai e da minha família com o maior carinho e vi com meus próprios olhos como eles também sofrem e percebi como eu era egoísta,pensando só como iriam tratar meu pai!

    Espero que você esteja bem e sei pai também. Estou aqui torcendo também,para os companheiros do quarto que vocês ficaram! Que Deus abençoes vocês, não consegui te mandar isso no snap, mas sempre estive cruzando os dedos e pedindo a Deus que essa sua fase passasse logo! Beijos Camila ♥

    http://m-eusvicios.blogspot.com.br/2015/08/para-descontrair-meus-feeds-do.html?showComment=1440279390740#c8687460340729272451

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii ♥ muito obrigada por compartilhar comigo tua história e pensamento. Obrigada mesmo! Espero que seu pai esteja bem e você também.

      Excluir
  12. Belo texto, Camila.
    É isso aí, a vida não deixa passar, uma hora vem e ensina, mesmo que seja de forma dura, ou mesmo pra pessoas que nem merecem.
    Fico feliz que seu pai ja esteja melhor e que você possa voltar a sua rotina.
    Que bom que você tirou uma lição boa disso tudo, creio que pra isso servem as adversidades. Algumas pessoas não entendem.

    Beijos e muita força aí.
    Sigo te acompanhando nas redes desse mundão. hehe
    Tu é a melhor blogueira, cara.
    Se cuida. :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabiana, muito obrigada! Com certeza aprendi muito e estou levando esses ensinamentos comigo. ♥

      Excluir
  13. Camila, acompanhei seus snaps e torci muito pelo seu pai..
    Fico feliz que ele esteja bem!
    Seu post foi de grande lição pra mim também!
    Devemos sempre nos importar com o próximo e dar valor as pequenas coisas..
    Você venceu mais essa, e eu te agradeço por todo o ensinamento! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que te agradeço pela força ♥ muito obrigada!

      Excluir
  14. Adorei o texto, nos faz refletir bastante. Já passei por essa situação com a minha mãe. Realmente é muito triste. Espero que tudo esteja bem. Xoxo' ♥
    Não Sou Uma IT! | YouTube | Fanpage

    ResponderExcluir
  15. que texto lindo, escrito tão bem, como sempre cah *-*
    eu não acompanhei no snap (porque não tenho ), mas vi que você estava ausente, acho que essas coisas acontecem pra gente realmente se sentir diferente, não dormi no hospital, mas já passei por uma coisa parecida com meu pai, eu odeio hospital e eu estava adiando visitá-lo, porque sabia que ele ia voltar rápido pra casa, porém não voltou, ficaria mais 5 dias no hospital, e ai eu fui visitá-lo, foi bem diferente do que imaginei. Havia pessoas também no mesmo quarto, pessoas que foi desenvolvido uma amizade, e foi bem legal. Te entendo muito, e sei o quando essas pessoas hoje não olham pra esse tipo de situação, são fúteis e pensam só nelas mesmas. Você é uma menina de outro cah, e tenho certeza que o que você passou, só fortaleceu a mulher linda, honesta, gentil, fofa, meiga e generosa que você é :D

    forças para o seu pai :D ele vai ficar bem logo logo!

    beijinhos :*
    japona.mairanamba.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Maíra!
      Muito obrigada pela visita e comentário, e por compartilhar comigo um pouco da tua história também. ♥ Espero que teu pai já esteja bem!

      Excluir
  16. Camila, é muito difícil passar por uma situação dessas, a gente vê que a vida não é feita de popularidade (ou falta disso). Quando eu tive a Luna (minha princesinha, que já está com 1 ano e 1 mês!), fiquei uma semana em casa, exausta, sem saber o que fazer direito, passada essa semana, era a primeira consulta dela, eu passei mal, estava com febre já à dois dias, fui parar no pronto socorro e descobri que meu útero estava infeccionando e se eu não fosse internada para receber o tratamento, poderia perder o útero, ou coisa pior. Fui internada num quarto com 5 mulheres, todas com seus bebês, menos uma, que estava em gravidez de risco, fiquei 11 dias internada, sofri, ri, chorei, vi mulheres que morreram e uma mãe que estava na cama do meu lado, dormiu em cima do seu bebê, quando o pai chegou pra conhece-lo, ele já tinha partido. Essa mulher que estava no mesmo quarto que eu em gravidez de risco, não tinha nada pra bebê, absolutamente nada, na hora que ela falou isso, entrei nos milhares de grupos de mães que participo no face e pedi doações pra ela, consegui enxoval completo, carrinho, berço, fraldas, tudo! Isso tudo pelo SUS também, conheci enfermeiras que me ajudavam dia e noite, enfermeiras que mal olhavam pra nossa cara, todo tipo de gente, diria que foi a pior experiência da minha vida, mas me fez abrir os olhos pra muita coisa que eu não dava o devido valor antes.


    Blog: Talo de Maçã
    Fan Page: Talo de Maçã

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabbe! Obrigada por compartilhar comigo tua história, imagino que barra que você deve ter passado, e é bem assim mesmo, conhecemos todo o tipo de gente, das melhores as piores, passamos por situações que nunca imaginávamos que iríamos passar, coisas que a gente pensa que só acontece com os outros. Mas que bom que saímos dessa né? e com todos os ensinamentos possíveis ♥

      Excluir
  17. Imagino o quão deve ter sido difícil pra você essa situação, mas como você mesma disse: foi um grande aprendizado. As vezes é necessário tomar esse "choque de realidade" pra aprender que há muito mais na vida do que só redes sociais, egocentrismo entre outras coisas. Fico feliz que seu pai esteja bem e que depois disso você se tornou mais forte!
    Beijos Camila :*
    www.justmaay.com

    ResponderExcluir
  18. Camila, que barra! Mas o que a pena ver é o que você tirou de positivo dessa experiência, e pelo visto foi muita coisa! Jogue de volta no universo toda essa energia maravilhosa que você recebeu, e tenho certeza que tudo vai voltar em dobro.

    ResponderExcluir
  19. As vezes a vida nos dá esse susto para botarmos os pés no chão e para agradecermos sempre o que temos, seja isso muito ou pouco. Muito legal da sua parte compartilhar essa experiência com a gente. Espero que seu pai fique bem e o que os outros pacientes melhorem também.

    Tem Meu Tamanho

    ResponderExcluir
  20. Cami, eu não acompanhei de perto mas conheço bem essa angustia que as pessoas que não estão acostumadas com o ambiente hospitalar sentem ao lidarem com essa rotina pela primeira vez.
    Em primeiro lugar, queria te falar que fico tão, mas tão feliz quando leio alguém reconhecer o trabalho dos Enfermeiros nas unidades hospitalares. É coisa que dá orgulho de ler <3
    Segundo, que bom que teu pai já foi pra casa, que bom que tudo já passou! Querendo ou não, tudo é aprendizado. Tenho certeza que as pessoas que passaram pela tua vida lá no hospital te trouxeram muitas coisas boas, até mesmo o senhorzinho que foi embora desse mundinho, e com toda certeza, tu deixasse muitas coisas boas para todos eles.
    Isso que é bom, dessas experiencias, as trocas de aprendizados.
    Espero que fique tudo bem, e se precisar, estamos aí <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Evelin, muito obrigada pela visita e comentário, realmente adorei as enfermeiras, todas faziam o máximo que podiam, sempre davam um jeito de deixar o ambiente melhor, não tinham mais fronhas para os travesseiros elas pegavam lençóis e enrolavam em volta do travesseiro e prendiam com fita, davam seu melhor e admirei e me surpreendi muito, pois sempre o que vemos é as pessoas falando mal.

      Excluir
  21. Infelizmente é o que mais acontece nesse mundo: cada um só se preocupando consigo mesmo! Espero, de coração, que seu pai esteja bem, e que os outros pacientes que estavam no quarto, estejam melhores! <3 Ótimo post, Camila! Muito bom pra abrir os olhos ~e o coração~ das pessoas!

    ResponderExcluir
  22. Com certeza você está mais forte, por mais que esteja cansada. Situações assim nos fazem enxergar o mundo de outra forma né? E mais uma vez você surpreende e mostra que soube tirar o melhor de tudo isso.
    Me emocionei muito com o texto! Parabéns e muito mais força pra você, seu pai e todos que estiveram a sua volta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Talita, mudei muito minha visão e minhas prioridades depois dessa experiência.

      Excluir
  23. Nossa que barra espero que o seu pai já esteja melhor! Eu sei bem do que você estava falando, precisa a água bater na bunda para a gente perceber o quão fútil a gente era, a gente percebe o que realmente importa!
    Abração,
    http://toxicmay.com/

    ResponderExcluir
  24. A parte do senhor sozinho me parte o coração, espero que ele nem sempre tenha sido assim tão só :/ Melhoras pro seu pai! Forças pra você e sua família ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Katharine. ♥ Também espero que ele não fique assim sempre tão só

      Excluir
  25. Oi Camila! Acompanhei toda a saga pelo snap e a cada sumida sua eu ficava preocupada e pensando no seu pai.. Já tive que fazer turno em hospital e sei o quanto é barra e emotivo. A gente não só se envolve com nossas próprias histórias de família mas como a dos colegas de quarto dos nossos entes. E com certeza, estamos vivendo a geração umbigo, geração facebook e eu acho tão tão feio. Isso precisa mudar, precisa ser desconstruído. Espero que o seu post inspire muitas meninas a abandonar essas atitudes que sim, infelizmente todo mundo já passou e já viveu pensando em si. =) Espero de coração que seu pai esteja melhor e que você consiga ficar descansada e bem nos próximos dias \o/

    http://quasedemanha.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela visita e comentário Isadora! ♥♥♥

      Excluir
  26. Muito bonito texto, salvei como um dos meus favoritos para futura divulgaçã o:) que de tudocerto com seu pai, ainda bem que a experiencia foi positivade uma certa forma, vc tirou grandes lições disso. Um beijo!

    ResponderExcluir
  27. uau. post lindo em cada detalhe ❤

    ResponderExcluir
  28. Oi Cami... Falo por todas as suas amigas que acompanham o blog que estamos muito felizes pelo seu pai estar melhor. É uma situação muito complicada e você fez muito bem em se afastar do blog para se dedicar a isso, é uma coisa que nem todo mundo abre mão, sabe? E isso só nos faz ter certeza da pessoa maravilhosa que você é. Você merece tudo que você tem, amora, eu não esperava menos de uma pessoa linda como você, tanto por dentro quanto por fora. Me sinto bem em saber que vou estar aqui nos momentos difíceis, mesmo que de longe, porque eu sei que cada palavra bonita e frase palavra reconfortante que chega a você por meio do blog é especial. Não se apressa, se dedica a sua família porque isso é a coisa mais importante que você vai ter. Você está nos nossos corações <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Rebeca. Com certeza cada comentário e mensagem aqui no blog ou pelas redes me da mais força de continuar e de superar todos os problemas. ♥♥♥

      Excluir
  29. que post mais sensato! não consegui pensar em outra palavra!!!
    melhoras pro seu pai, de coração.

    bjo,
    Lola

    ResponderExcluir
  30. Fiquei realmente mexida pelo post e concordo com tudo.. minha mãe já teve que passar por uma cirurgia e, apesar do hospital não ser publico, não era lá muita coisa, mas você conseguia ver cumplicidade no olhar das pessoas. É péssimo ver pessoas que amamos nessas situações, mas temos que ser fortes .. Agosto não tem sido um mês fácil, a três dias perdi um "vô" e tudo esta meio cinza a minha volta, é incrível que sempre que estou mal, você posta algo diferente, sobre a vida , as pessoas.. enfim..

    Quase Reis | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carolina, que barra que você passou também, sinto muito por seu avô, agora ele é uma estrela te cuidando lá do céu. ♥ Força! Agosto não tem sido fácil mesmo, mas vamos vencer.

      Excluir
  31. Que texto maravilhoso, encheu meus olhos de lágrimas. É bom ver alguém falando 'bem' do SUS, eu só vou em médicos do SUS, a não vejo mal nenhum nisso, claro que a saúde pública necessita de melhoras rápidas. O problema é a má administração, porque o SUS em si é ótimo!

    http://heyimwiththeband.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu mudei totalmente minha visão sobre o SUS, pois sempre ouvimos as pessoas falando mal e isso acaba deixando nossa visão ruim também, mas só passando por tudo lá eu vi que o sistema funciona sim e tem ótimos profissionais.

      Excluir
  32. Eu vivi uma situação mais ou menos parecida com meu pai. Ele já não está mais entre nós. Mas admir muito sua coragem de compartilhar isso com as leitoras do seu blog.
    Eu optei por viver minha dor sozinha, digamos assim. Carrego uma culpa e um arrependimento muito grandes. A minha lição de vida não foi tão bacana quanto a sua. Mas cada um tem a cruz que dá conta de carregar. Só posso te desejar o melhor. Força!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinto muito por seu pai Flavia. Te desejo força e muita luz, e tudo que acontece é porque tem que acontecer, eu sei que é difícil tentarmos ver coisas boas quando estamos em um momento ruim, mas tudo vai passar, acredite. ♥

      Excluir
  33. Quanta palavra linda. Foi quase uma terapia em forma de palavras escritas. Obrigada por se mostrar tão simples e disposta à ajudar as pessoas e não somente crescer, mas fazer crescer. O que mais encontramos hoje em dia são aquelas pessoas que pouco se importam pros outros. E por estarmos num mundo tão automático e globalizado acabamos por esquecer a essência do "bom dia", "como você tá hoje?", "se cuida". Seu relato vai servir de ajuda pra muita gente!
    Beijão!
    www.doladodecamoda.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Ana, muito obrigada ♥ fiquei muito feliz com seu comentário e por tu achar isso de mim

      Excluir
  34. Acompanhei seu desabafo no Snap e no Instagram e deu pra sentir que as coisas estavam realmente difíceis, mas concordo com tudo que disse, e infelizmente não podemos esperar muito dos outros. É nessas horas que vemos quem se importa de verdade (e na maior parte das vezes, nos surpreendemos). Beijos e fique sempre bem, torço muito por você ♥

    www.pumpcolor.com.br

    ResponderExcluir
  35. Viajando de blog em blog, a maioria dos posts que leio são sobre superficialidades...
    Mas eis que me deparo com um texto assim e isso só podia me deixar muito feliz.
    Infelizmente, às vezes, precisamos passar por situações ruins para nos darmos conta desse tipo de coisa. Mas pelo menos, você foi uma daquelas pessoas que aprende com os infortúnios da vida, ao inés de só ficar se perguntando "por que eu?".
    Fica então o aprendizado.


    Beijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  36. Fico muito feliz pela recuperação do seu pai e pela sua forma de enxergar e refletir! Dependi do SUS quando criança quando eu tive câncer e atualmente tbm.. Fico chateada porque as pessoas falam mal do sistema, mas julgam pelos funcionários e eles não tem culpa nenhuma.. São pessoas como a gente e o mais incrível é que muitos funcionários se preocupam mais do que os próprios parentes.. Até hoje tenho amizade com pessoas que fizeram parte da minha infância ^^

    E que susto vc teve hein???
    Desejo de coração que seu pai se recupere logo

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou tudo Clayci, as vezes os funcionários se preocupam mais do que os parentes, e vi isso lá. ♥ Te desejo melhoras, espero que esteja bem! :) Obrigada pela visita e comentário.

      Excluir
  37. Quanta força! Uma grande lição para mim, Camila. Com certeza você contribuiu muito nesses dias para todas aquelas pessoas, e aposto que vai continuar contribuindo por aqui, muito além das superficialidades. Tudo de bom para você e sua família!

    ResponderExcluir
  38. "só olhamos para o nosso umbigo e o resto que se dane. Confesso que já fiz parte dessa geração, mas não faço mais. Porque a vida e fazer o bem vale MUITO mais do que a preocupação de quantos likes vai ter tal foto. Quanta superficialidade. "

    Ótima frase! As vezes a gnte precisa desses chacoalhões né? =D
    Mas feliz de seu pai estar melhor. Já passei susto assim e não é fácil. =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Michelli. ♥ obrigada pela visita!

      Excluir
  39. Camila, quero te deixar um abraço e melhoras ao seu pai.
    Beijo :)

    ResponderExcluir
  40. Como é o nome do seu pai? Quero orar por ele! Deus abençoe vcs!!!

    ResponderExcluir
  41. Emocionante essa experiência de vida ,que vc teve mesmo que não foi comigo mas aprendi com o que vc passou e resolveu relatar aqui .. Sim devemos fazer bem ao próximo sem olhar classe social ou fisionomia,pois o que faz um livro não é a capa mas sim sua história..

    ResponderExcluir
  42. Que bom que seu pai passa bem, Camila.
    Quando eu fiquei no hospital também conheci pessoas muito boas. Eu nunca fui de me preocupar só comigo mesma, na verdade me revolta quando vejo que as pessoas não estão nem ai para as outras ou só sabem reclamar ao agradecer. Mas passar pelo que você passou nos abre os olhos realmente... eu penso que é algo bom, nos eleva em espírito e conhecimento.
    Beijoos

    Blog: Café Com Babis

    ResponderExcluir
  43. Tu é FODA Camila, não só como profissional mas principalmente como pessoa <3

    ResponderExcluir

Citação

  • Looks do Dia

    Facebook